Sinopse

Esta é uma "página de informção" para futuros registandos. Ela esclarece detalhes essenciais do Movimento Bright.

Existem brights ...

Uma parte da humanidade é constituída por brights.

  • Eles têm uma cosmovisão naturalista
  • O seu mundo está livre de elementos sobrenaturais e místicos
  • Sua ética e ações são baseadas em uma cosmovisão naturalista

Estes brights formam uma categoria genérica de pessoas não especificadas (os indivíduos que se ajustam à descrição). Assim, o rótulo é o melhor reservado para uso genérico e não pode ser aplicado a pessoas específicas (salvo, evidentemente, as pessoas que tenham adotado a caracterização por si).

Antônimo: Uma pessoa que não é um brilhante é um "super". Esse é o substantivo prazo para alguém cuja cosmovisão não incorpora elementos sobrenaturais ou místicos. Em outras palavras, a cosmovisão de uma pessoa aqui definida como um "super" não é naturalista.

... e também Brights ...

Muitas pessoas que estão brights (pela definição) pretendem ser também "Brights". Eles vão dizer que a home page definição de "um bright" encaixa-os perfeitamente. Eles consideram que a definição do conceito geral os categoriza com precisão. Idenficando-se ou não por esse rótulo, eles sabem que não são "supers", e eles querem dizer isso.

O the-brights.net utiliza duas convenções. Emprega uma letra minúscula "b" para a idéia genérica (de um bright), quando a descrição acima é geralmente discutida. Uma letra maiúscula "B" refere-se aos indivíduos que afirmam que são brights através do registo na Internet, como se segue:

  • Um Bright é um bright que deseja ser contabilizado como tal.
  • Brights registram-se no the-brights.net para adiciona-se à contagem global e mostrar o seu apoio para os objetivos e princípios igualitários do movimento.
  • Brights que se registam compreendem que o Movimento Bright é um esforço de justiça cívica (e não um movimento anti-religioso).

... que participam do "Movimento Bright"!

Brights podem participar em conscientização e ativismo cívico em nome do movimento. Falando como ativistas de um movimento, entende-se geralmente por:

  • informar-se sobre ele
  • representá-lo fielmente a outros
  • falar dos seus objetivos
  • agindo em harmonia com os seus princípios
  • apoiá-lo com tempo e/ou dinheiro

Brights que desejem contribuir com este movimento precisam compreender os seus objetivos e princípios.

O que [novamente] o movimento almeja?

  1. Promover a compreensão e reconhecimento cívico da visão naturalista do mundo, que está livre de elementos sobrenaturais e místicos.
  2. Ganhar reconhecimento público de que as pessoas que tenham essa uma cosmovisão podem ter ações de importância cívica sobre questões de princípios.
  3. Educar a sociedade para aceitar a plena participação cívica e equitativa de todos os indivíduos brights.

A prioridade atual do Movimento Bright é espalhar a visibilidade geral do movimento para que a sua Atividade na Internet cresça enquanto comunica o carácter e a composição do seu esforço global de justiça cívica.

Quais são os princípios do movimento?

O link acima leva a uma lista completa dos princípios (1-9) com uma breve explicação de cada um. Abaixo está um breve resumo.

Princípios 1 e 2 definem a participação

1. Brights é um círculo de pessoas

2. Brights conservam uma definição original

Princípios 3 e 4 focam-se na sua organização

3. O Movimento Bright oferece uma conexão pragmática de ação para os Brights

4. O the-brights.net funciona como uma entidade na Internet e não como uma organização membro

Princípios de 5 a 9 foco no ativismo

5. O Movimento Bright, usando bright como um termo genérico, abrange de todos os indivíduos (não grupos) que dizem que são Brights

6. O movimento Bright é apenas isso, um Movimento Bright (não um movimento humanista, ateísta, racionalisata etc)

7. O Movimento Bright é definido por Brights, e não é definido por outros

8. O Movimento Bright é uma força positiva (igualdade cívica para todos)

9. O Movimento Bright visa reconhecimento e influência na sociedade

Beneficial Brights? Activism

Brights who wish to contribute to this movement will align their strategy with its aims and principles. Here are some examples of helpful strategy that concentrates on social acceptance and civic inclusion for brights of all stripes.

Acknowledging civic pluralism as a two-way street

  • In seeking civic justice for themselves and their worldview, Brights acknowledge, whether eagerly or reluctantly, supers' rights to their own personally held worldviews.

Every person is born into, and develops in response to, conditions imposed by nature and society. One need not hold in high regard facets of another person?s worldview. One may, in fact, strongly disagree with varied or numerous elements of it and say as much. However, such disagreement/disapproval notwithstanding, personally or collectively disparaging supers as people is not likely to move brights toward social acceptance and civic inclusion. Brights who hope to accrue to themselves civic respect will need to accord to supers equivalent consideration.

Brights? activism can focus on improving those societal conditions that nourish the development of naturalistic worldviews (particularly in youth). Likewise, they can concentrate on diminishing those circumstances that imperil the status and wellbeing of naturalistic worldviews (Brights have identified three priority arenas for action).

Communicating with supers

  • mutual civility between brights and supers is likely to be advantageous to progress toward social acceptance/civic inclusion of brights

For wholesome interaction and association, each party can start by presuming the other to be a well-intentioned person with whom one can engage in civil exchange. Both brights and supers merit recognition as citizens and fellow human beings. Thus, each can be given due consideration by the other as likely to be upright and thoughtful people. Neither is to be socially denigrated or personally disadvantaged simply for being persons whose worldviews are differentially grounded. (Conduct is another matter - that which violates secular law, for example). The ideal is a fair foundation for all citizens, whatever their worldviews may be.

Recognizing cooperation as a factor in progress

  • Alliances that benefit this movement are not limited to collaborations among brights only; rather, they can also involve undertakings in which brights and supers work in association on mutual goals

There has long been a need to address the conditions that undermine the social and civic status of brights. The Brights? Net has, since its inception, espoused the joining together in common cause of those who operate from a naturalistic worldview basis, whatever their identity (atheists, humanists, skeptics, agnostics, etc.). A single organization is not likely to achieve the sort of world-changing aims set out for the Brights movement. However, cooperative endeavors with larger numbers of brights involved can expect to achieve much progress.

And what sort of consciousness raising might awaken supers to the value and necessity of civic inclusion for brights? This need not be the cause of brights alone. The Brights' Net welcomes the possibility of activist Brights working together with supers who have agendas of mutual interest. For example, it is not only brights who back the notion that public schools must provide sound education inclusive of a scientific understanding of the origins of the universe and the evolution of life on earth. Supers in many types of affiliations are committed to that issue, and to supporting and defending such principles as the complete separation of religion and government.

Entusiastas Brights


O Boletim Brights

Artigos Selecionados

Lista de grupos Bright: local, regional, e international (Brights Clusters)

Sites BrigSites Bright em outras línguas

The Brights' Net
P.O. Box 163418
Sacramento, CA 95816 USA

E-mail: [email protected]
Para ser contado como um Bright, por favor use a página de registro (em inglês).

Copyright © 2009 The Brights' Network. Todos os direitos reservados.